Tirem as mãos!

Estimados editores, diretores de TV, criadores de eventos, gerentes de shoppings! Estimados planejadores de parques temáticos, paradas gay, exposições e de qualquer outro tipo de nonsense. Tirem as mãos do nosso tédio! É a última janela do nosso ego, de onde ainda podemos observar o mundo sem sermos perturbados, sem sermos controlados. Parem de se apresentar a nós. Parem de criar algo para nós. Não nos digam mais o que queremos. Afastam-se; não mandem cortesias e não nos entreguem questionários. Parem de nos entrevistar, de nos filmar, deixem-nos em paz. Deixem-nos ociosos, pois a ociosidade significa liberdade. E contentem-se com o fato de que, às vezes, não queremos contar o que nos interessa a vocês.

Trecho do discurso de Wilhelm Genazino, após de receber o Georg-Büchner-Preis, em 2004.

Tradução: Peter Hilgeland

Schreibe einen Kommentar

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden /  Ändern )

Google Foto

Du kommentierst mit Deinem Google-Konto. Abmelden /  Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden /  Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden /  Ändern )

Verbinde mit %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.