Werner Herzog on Languages

How many languages do you speak, Herr Werner?

Not too many, I mean: Spanish, English, German, and then I spoke modern Greek better than English once. I made a film in modern Greek, but that’s because in school I learned Latin and ancient Greek, so from modern Greek to ancient Greek it’s not that far. And I do speak Italian and I do understand French but I refuse to speak it. The last thing you could ever do … you can only get some French out of me with a gun pointed at my head.

Sobre Tarantino e os nazistas

Sob a direção de Tarantino, os nazistas não são como aqueles que conhecemos através da maioria dos filmes de Hollywood: os malvados “outros” que não param de gritar “Achtung”, os sem boas maneiras que levam um tiro antes de podermos ver seus olhos azuis. Ao contrário: eles são nojentos, geniais, infames, tapados, charmosos. Mostram muitas facetas e são personagens de verdade; às vezes, até possuam qualidades de heroi. Tarantino nos impõem essa perspectiva. Valeu!

Não chega a ser uma tradução literal, mas foi inspirado pelo
Inglourious-Basterds-ABC.